Foram assinados nesta quarta-feira, dia 9/10, na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em Brasília, os contratos de concessão dos dois consórcios que a Celg Geração e Transmissão (Celg GT) integra visando a construção de linhas de transmissão. A solenidade está marcada para as 17 horas. Os consórcios são resultado do segundo leilão de linhas de transmissão promovido pela Aneel em 12 de julho.

O primeiro consórcio que a Celg GT integra é o Vale do São Bartolomeu, composto pelo Fundo de Investimento em Participações Caixa Milão, com 51%; Celg GT, com 10%, e Furnas, com 39%. Esse consórcio vai construir uma subestação de 500 kV (SE Brasília Leste), 134 km de linha de transmissão em 500 kV, 14 km de linha de transmissão em 34 5kV e 13,5 km de linha de transmissão subterrânea em 230 kV – todas localizadas entre Luziânia e o Distrito Federal. A previsão de entrada em operação comercial é de 30 meses e há uma estimativa de criação de 1.216 empregos diretos, com investimentos de R$ 300 milhões.
O segundo consórcio é o Pantanal, composto pela CEL Engenharia, com 51%, e Celg GT, 49%. No leilão, o lote foi arrematado pela Receita Anual Permitida (RAP) de R$ 4,2 milhões, que visa a construção da Subestação Campo Grande 2. O empreendimento, de R$ 50 milhões, possibilitará o aumento da confiabilidade na região de Campo Grande onde fica o principal centro de carga de Mato Grosso do Sul.
 

Avenida C, Quadra A-36, Lote 1, nº 60, Jardim Goiás, CEP 74805-070 – Goiânia - Goiás

© 2017 CELG GT - Todos os direitos reservados